Buscar
  • Detalhe Alimentar

Já conhece os novos tipos de consumidor?

Atualizado: Jul 8

As evoluções mais recentes no contexto social, económico e tecnológico têm tido um elevado impacto nos hábitos de consumo dos cidadãos. A massificação do acesso e a democratização do uso de dispositivos digitais ligados à Internet geram novos hábitos de consumo e alteraram significativamente os fatores de influência.


Algumas das tendências que podemos esperar dos consumidores de FMCG são abaixo enumeradas:


- O planeamento, escolha racional e esforço por reduzir a compra por impulso evidenciam-se no peso crescente das vendas em promoção. Prova disso é o facto de que 75% dos portugueses consulta e compara promoções antes de entrar num supermercado. Para além disso cerca de 41% do total das vendas em FMCG foram realizadas em promoção.



Há uma maior consciência da importância da saúde e bem-estar e uma procura por alternativas alimentares mais benéficas e com valor acrescentado. Aumentando a procura por alimentos com características específicas – os alimentos funcionais - que reforçam propriedades benéficas para a saúde (e.g. ómega 3, probióticos). Em 2016, 68% dos consumidores estava disposto a pagar mais por produtos que não contêm ingredientes indesejáveis.



O consumidor está crescentemente desperto para a necessidade de realizar um consumo consciente e respeitador da disponibilidade limitada de recursos naturais. O consumidor é cada vez mais consciente do impacto social e ambiental que gera com as suas escolhas, valorizando as empresas que conseguem endereçar esta preocupação. Em 2017, 45% dos portugueses afirma estar disposto a pagar mais por produtos e serviços prestados por empresas comprometidas em ter um impacto social e ambiental positivo.



A procura por conveniência atinge não só a forma como o consumidor compra, mas também os alimentos que consome. Procura formatos pequenos, flexíveis e transportáveis (ex: snacks) e produtos de preparação rápida (ex: alimentos congelados). Compra refeições take-away e complementa as compras realizadas em grandes superfícies com compras em lojas mais pequenas (e.g. lojas de bairro e supermercados pequenos). Os segmentos mais informados e afluentes optam com frequência pela compra online, em particular as de maior valor. Valoriza a promessa e a consistência do serviço no momento de entrega já que para si é primordial garantir uma rotina diária sem disrupções não antecipadas.



A experiência associada à aquisição de um produto ou serviço tem uma importância crescente e é considerada um fator de diferenciação, por vezes determinante, na escolha realizada. O consumidor valoriza experiências de compra e de consumo relevantes, customizadas e entusiasmantes. O prazer retirado desses momentos acumula ao prazer proporcionado pelo produto em si e aumenta o valor global percebido pelo consumidor.



Agora cabe à indústria alimentar corresponder às expectativas do consumidor uma vez que estes assimilaram padrões mínimos de saúde, conveniência e confiança que estão dispostos a comprar e esperam que os mesmos lhes sejam disponibilizados ao preço da categoria.

Os consumidores revêm continuamente em alta os seus padrões mínimos exigidos, sem que isso se traduza em maior disponibilidade para pagar, à medida que os elementos originais de diferenciação se disseminam pela categoria, e o “normal” passe a ser obsoleto em pouco tempo.


Fonte dos Dados : Delloite, Nielsen, Forbes

contacte-nos

Detalhe Alimentar

Rua do Lugar Nº19 - Bunheira 

3770-103 Oliveira do Bairro Portugal

e-mail: geral@detalhealimentar.pt

tlm: +351 914 396 438

tlf: +351 234 737 252

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco